Um Conto de Batman: na Psicose do Ventríloquo’ foi o 1º filme longa-metragem da carreira do cineasta e diretor brasileiro Elvis delBagno, 32 anos, paulistano e amante dos filmes de “gênero”. Mais que isso, a obra é o 1º Batman Fan Film do mundo em formato longa-metragem e rendeu diversos prêmios internacionais a Elvis. Após anos de trabalho, o filme ainda passou um período de negociações para exibição no circuito comercial, mas a divulgação não foi a esperada.

Agora, após novas negociações, o filme começou a ser exibido em Mostras e Festivais de Cinema pelo Brasil e também retornou às premiações internacionais: em Agosto, Elvis e seu ‘Batman Brasileiro’ concorrem a melhor filme de personagem no Gen Con Film Festival 2018, o mais tradicional e respeitado evento de games e personagens do mundo, que acontece de 2 a 5 Agosto, em Indianapolis, nos EUA.

Por aqui, o “filme do Batman” conquistou exibições na TV e na 3ª Edição do Santos Film Fest, que acontece de 28 da Agosto a 5 de Setembro. Também nesse festival será exibido o 2º filme de Elvis, intitulado ‘O Homem da Cabeça de Laranja’, que teve sessões recentes na 1ª Mostra SESC de Cinema Paulista e na Cinemateca do MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em 07 de julho passado. Além disso, ‘A Suíte Epifânica de Luíza’, filme recém-finalizado por Elvis, está em processo de seleção no Festival do Rio 2018.

Gen Con Film Festival 2018

No evento, Elvis concorre ao prêmio de melhor filme longa-metragem com ‘Um Conto de Batman: na Psicose do Ventríloquo’, o 1º Fan Film do mundo do Homem-Morcego no formato de longa. A obra tem enredo autoral, prioriza os personagens ao invés de explosões, lutas e efeitos especiais, e mostra uma narrativa lenta, por vezes, sem falas. Uma analogia à sociedade brasileira moderna aliada ao estudo profundo do Ser Humano.

O filme traz uma visão desvinculada das características “hollywoodianas” tradicionais, mas com produção robusta, fotografia marcante e enredo denso que não deixam dúvidas quanto à qualidade e importância do filme na carreira de Elvis.

O ‘Batman Brasileiro’ de Elvis delBagno se mostra perturbado e confuso por se perder em seu ‘Eu’ a cada dia que tenta descobrir mais sobre si mesmo. Já o vilão, um boneco ventríloquo, tem sua existência explorada a fundo a fim de explicar a mente psicopata de um chefe da máfia.

Assista ao filme abaixo: