A mídia nos apresenta constantemente dois retratos de Cuba: o país destruído pelo socialismo de Fidel Castro e a belíssima ilha com ótimas atrações para os turistas. Fernando Pérez nos mostra em “Últimos Dias em Havana”, um olhar mais a fundo da realidade deste país, um olhar através do povo cubano.

O filme acompanha dois amigos de infância que vivem juntos, mas tem personalidades e realidades totalmente distintas. Miguel (Patrício Wood) é “o homem sem sangue nas veias”, que trabalha em uma cafeteria, mas vive triste e carrancudo com a esperança de conseguir o visto para os EUA. Diego (Jorge Martinez) é alegre, expressivo e cheio de vontade de viver, porém, vive preso a sua cama como resultado do HIV.

Como background para essa história, temos a cidade de Havana, com suas ruas cheias de fios nos postes, roupas expostas nos varais, prédios em ruínas. Ainda que num cenário devastador, vemos um povo alegre e cantarolando pelas ruas, torcedores ávidos de futebol, o taxista que escuta Bethoveen, a vizinha que passa o dia cantarolando.

Miguel e Diego trazem em sua essência a descrença de que algo um dia vai melhorar em Cuba, mas que tudo o que temos é o presente, e este deve ser desfrutado e aproveitado. Através da figura de P4 (Cristian Jesús Pérez), Diego tentar mostrar a Miguel que ainda que se espere um futuro (incerto) nos EUA, a vida deve ser carregada com muita perseverança e fé em dias melhores.

Patrício Wood destaca-se em sua atuação, um personagem carismático, feliz apesar da circunstância em que vive. Outra grande revelação e que rouba a cena é a jovem atriz Gabriela Ramos que interpreta a sobrinha sincerona de Diego (que na verdade é filha da prima), Yusisleydis. A personagem entra no filme de maneira elétrica e sem papas na língua, mas emociona em sua quebra da quarta parede nos minutos finais.

O final do filme pode ser previsível, entretanto não ofusca a beleza da mensagem de esperança e vida que Pérez traz.

O filme está disponível para aluguel e/ou compra nas seguintes plataformas de streaming: NOW (R$11,90), VIVO PLAY (R$ 11,90), Google Play (Compra R$ 29,90 Aluguel R$9,90), iTunes (Compra US$6.99 Aluguel US$2.99).

Comments