O cinema brasileiro ganha uma nova casa a partir desta quinta-feira (23/11). É a Spcine Play, plataforma de vídeo sob demanda criada para celebrar a produção nacional. A iniciativa é um consórcio pioneiro entre a Spcine, empresa da Prefeitura de São Paulo para o desenvolvimento do audiovisual, a O2 Play, braço de distribuição da O2 Filmes, e o laboratório de soluções digitais Hacklab.

O conteúdo fica acessível em qualquer canto do país por meio do site www.spcineplay.com.br. Dez títulos compõem o catálogo nesta primeira fase da plataforma. São eles: Mãe só há uma, de Anna Muylaert; O menino e o mundo, de Alê Abreu; Uma noite em Sampa, de Ugo Giorgetti; A batalha do passinho, de Emílio Domingos; Lira paulistana e a vanguarda paulista, de Riba de Castro; Ausência, de Chico Teixeira; Califórnia, de Marina Person; De menor, de Caru Alves de Souza; Paratodos, de Marcelo Mesquita; e As fábulas negras, de Rodrigo Aragão, José Mojica Marins (o Zé do Caixão), Petter Baiestorf e Joel Caetano.

“Está no DNA da Spcine atuar nas mais diversas frentes do mercado audiovisual. Por isso decidimos encarar o desafio de criar a primeira plataforma de VOD derivada de uma parceria público privada, envolvendo agentes de mercado com expertise na área”, afirma Mauricio Andrade Ramos, diretor-presidente da Spcine.

Os usuários poderão acessar o conteúdo alugando o título por sete dias a um preço fixo de R$ 3,90. Nesta primeira etapa, também haverá a distribuição de códigos promocionais para acessar gratuitamente os filmes.

“A plataforma estabelece um preço popular de locação, acessível a todos os bolsos, para, na outra ponta, remunerar os proprietários dos direitos das obras, fechando o ciclo comercial do negócio”, explica Thiago Taboada, gerente operacional da Spcine e responsável pelo projeto na empresa

Experiência do usuário

A Spcine Play aposta no “boca a boca virtual” e no material extra dos filmes para atrair o público, que vai trazer desde entrevistas com os diretores até cenas de bastidores.

O social assume papel importante no serviço. Fazendo o cadastro na rede, o usuário poderá compartilhar os conteúdos favoritos com seguidores nas redes sociais.

Para os produtores, a Spcine Play oferece a coleta de dados e estatísticas sobre o comportamento da audiência, informações que devem auxiliar a criação de inteligência para o desenvolvimento da estratégia de marketing e formação de público.

Os filmes também terão espaço de divulgação nas salas do Circuito Spcine (rede pública de cinema que superou 700 mil espectadores no início de novembro). Também estão sendo programadas ações de comunicação nos eventos patrocinados pela Spcine.

 

Comments