Setembro trouxe grandes estreias e novas temporadas badaladíssimas. Teve volta das esperadas ‘Narcos’, ‘Greys Anatomy’, ‘American Horror Story’, ‘Once Upon a Time’,’ How to Get Away With Murder’, além de estreias extremamente aguardadas como ‘Máquina Mortífera’, ‘O Exorcista’ e ‘Luke Cage’. Diante desse cenário esmagador de lançamentos, surge ‘Easy’. De maneira tímida, mas cativante, a série chega e mostra que tem tudo para conquistar uma base fiel de fãs.

Escrita e dirigida por Joe Swamberg, fundador do movimento “Mumblecore” – gênero caracterizado pelo baixo orçamento, diálogos naturalistas, improvisos e conflitos simples – a série mostra rapidamente sua semelhança com o tom de alguns episódios de “Love”, cujos capítulos tiveram a mão de Swamberg. Apesar de que outra característica marcante do gênero Mumblecore seja a ausência de atores conhecidos, talvez porque o gênero ainda esteja ganhando espaço no mainstream (como é o caso da premiada ‘Transparent’), ‘Easy’ traz atores famosos como Orlando Bloom e Dave Franco em cenas bem diferentes das que estamos acostumados a ver.

A primeira temporada da produção tem oito episódios, todos com uma duração média de 30 minutos em formato de antologia, ou seja, a cada episódio uma nova história, com novos personagens. A ideia da série é abordar as mais variadas faces dos relacionamentos modernos.

O primeiro episódio já chega “chutando a porta” e mostrando o que podemos esperar de ‘Easy’. Nele conhecemos o dilema de Andy e Kyle, um casal em que a esposa tem o salário maior que o do marido. Acontece que Kyle fica sabendo sobre uma pesquisa que diz que as mulheres que ganham mais tendem a transar menos com seus parceiros. Após a frustrante descoberta, os dois tentam resgatar a libido, mas esbarram nos afazeres domésticos e atenção aos filhos.

O episódio seguinte traz à tona a relação entre uma vegana apoiadora de causas sociais e uma estudante que tenta mudar seus hábitos para conquistá-la. Já no outro, o drama de um marido escondendo de sua esposa grávida que está abrindo uma cervejaria ilegal. No seguinte, a trama aborda a tensão entre um casal que tenta engravidar, mas recebe a visita inesperada do ex-namorado. Capítulo após capítulo a série retrata os mais diversos contextos dos relacionamentos amorosos em seus diversos graus, níveis e estágios distintos e um tanto quanto inusitados. A verdade é que em nenhum momento a trama se propõe a ter uma resposta absoluta para resolver todos esses dilemas, mas passa a importante mensagem que, quando se trata de problemas nos relacionamentos, ninguém está só.

Talvez ‘Easy” não alcance estrondosa fama ou ganhe inúmeras premiações, mas é digna de atenção e tem material para render boas maratonas. E, para quem se interessou, aqui vai a boa notícia: a primeira temporada já está disponível na Netflix.

E você? Já assistiu Easy? Conta pra gente o que achou. E não se esquece de curtir nossa página facebook.com/pipocasclub nem de seguir a gente no Twitter e Instagram: @pipocasclub.

Comments