Há algum tempo as animações do cinema parecem não ter sido feitas mais apenas para as crianças. O sucesso de bilheteria de Procurando Dory, por exemplo, mostra isso. Basta uma olhada rápida nas sessões de filmes de animação e é possível comprovar que nem todos os adultos da sala estão com uma criança ao lado.

A Illumination Entertainment fez seu nome em 2010 com Meu Malvado Favorito, animação que rendeu uma continuação, além do “spin off” Minions.

Desde seu trailer, Pets promete boas risadas ao abordar os hábitos dos bichos de estimação quando os seus donos não estão presentes. E essa premissa é cumprida ainda nos primeiros minutos de filme. Alguns comportamentos são até imagináveis, como um Fox Terrier que aguarda estático a volta de seu dono ou um gato que assalta sorrateiramente a geladeira, outros já bem mais inesperados, como um poodle que ouve heavy metal e um basset que recebe massagem de uma batedeira, mas todas as sacadas são inteligentes e divertidas.

A trama conta a história de Max, um cachorro que mora em um apartamento em Manhattan e tem seu espaço “invadido” quando sua dona adota um vira-lata espaçoso chamado Duke. Após uma briga no horário do passeio, os dois acabam se perdendo do restante do grupo e, na procura pela casa e fuga da carrocinha, os cães são incluídos na conspiração de um coelho revoltado que pretende criar um exército de animais abandonados para se vingar dos bichos de estimação.

A perseguição dos animais revoltosos aos domésticos ocupa a maior parte do enredo do filme, o que acaba deixando um pouco de lado aquelas boas sacadas iniciais sobre o comportamento dos animais – que até então tinham sido os principais momentos de risadas intermináveis na sala de cinema.

O filme funciona bem como uma animação para crianças e talvez até para adultos que tenham verdadeira paixão por animais, entretanto, para pessoas que não são tão entusiastas assim com a causa, a trama pode se mostrar um tanto quanto entediante.

O tema “cuidado com os animais versus maltrato aos bichinhos” é bem explorado no enredo e deixa a mensagem de que todos os Pets querem, precisam e devem ser bem tratados.

Com personagens fofinhos, animação bem feita e piadas legais, os objetivos do filme parecem ter sido alcançados, dentro da proposta de animação infantil é claro, mas nada mais que isso. “Pets” não traz nenhuma novidade, na verdade é só mais uma boa animação para o final de semana.

Comments